Cristiano Ronaldo pagou Bugatti em cinco horas e Messi Ferrari em 30 minutos

Cristiano Ronaldo pagou Bugatti em cinco horas e Messi Ferrari em 30 minutos

facebooktwittermail

Cristiano Ronaldo precisou de jogar cerca de cinco horas para comprar o Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse. Messi pôs as mãos no Ferrari F430 Spider, suando apenas 31 minutos em campo. Exemplos de como é tanto o dinheiro, que carros de milhões se podem comprar em poucos dias de trabalho.

A conclusão parte de um estudo de uma empresa privada inglesa, que olhou para as “máquinas” de 250 futebolistas de três ligas europeias e meteu pés ao caminho para saber quanto tempo estes teriam de trabalhar para poderem gastar os milhares de euros que valem os carros que levam para os treinos ou que acabaram de mostrar nas redes sociais.

Para chegar a esta conclusão, a Carspring, fez uma estimativa do vencimento anual de vários futebolistas da Premier League, Inglaterra, Bundesliga, Alemanha, e La Liga Espanha.
Dividiu esse valor, que excluiu prémios de jogo e publicidade, pelo número de jogos realizados por época, independentemente de lesões o de não ser convocado, e chegou a um valor aproximando de quantos minutos cada um desses futebolistas precisa de suar a camisola para comprar o tal carro.

Não é um modelo científico 100% à prova de erro, mas permite ter uma ideia aproximada de quanto ganham estes futebolistas e de como lhes é fácil, e rápido, ter dinheiro no bolso para comprar carros de milhares de euros.

Quando se fala de futebol, na última década, é impossível passar ao lado do duelo Messi-Ronaldo. No caso do carro, com base no estudo da Carspring, o internacional português teve de jogar cinco horas, 15 minutos e 20 segundos para comprar o exclusivo Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse, cujo preço, sem extras, ronda os dois milhões de euros. Já o argentino foi mais rápido, e suou apenas 31,32 minutos para se sentar ao volante do Ferrari F430 Spider (que custa cerca de 400 mil euros, preço de base).

CRISTIANO RONALDO MOSTRA NOVO “BÓLIDE” DA COLEÇÃO AUTOMÓVEL

VER MAIS
O que menos precisa de trabalhar, segundo esta lista, para comprar o carro que conduz é Jesus Navas, espanhol que regressou este ano a Espanha, para o Sevilha, após anos no milionário Manchester City, de Inglaterra. Conduz um Nissan Micra, avaliado em cerca de 15 mil euros, que pode comprar jogando 11.17 minutos. Apenas mais 18 segundos precisa o argentino Carlos Tevez. O jogador mais bem pago do Mundo, a jogar na China, ganha o suficiente para comprar um Porsche Panamera Turbo S (cerca de 195 mil euros, preço-base) em apenas 11.35 minutos.

N’Golo Kanté, do Chelsea, conduz um Mini Cooper SD, cujo preço pode rondar os 32 mil euros. Bastam-lhe 12.58 minutos em campo para o poder comprar. Um minuto menos do que o espanhol Fernando Llorente, companheiro de Renato Sanches no Swansea, tem de jogar para adquirir o carro mais modesto da lista, um Fiat Punto.

Axel Witsel também anda pela China, ao que diz a Carspring, ao volante de um Cadillac Escalade, idêntico ao do companheiro de equipa e ex-F. C. Porto Hulk, cujo preço base ronda os 220 mil euros. Bastam, ao belga ex-Benfica, 15.31 euros em campo para comprar esta máquina de 425 cavalos.

HULK COMPRA CADILLAC DE LUXO PERSONALIZADO E COM TV DE 32 POLEGADAS

VER MAIS
Benedikt Höwedes conduz um VW Beetle Cabrio. Consoante o modelo, custa entre 29 e 34 mil euros, em Portugal – 15.52 minutos em campo para o jogador do Schalke 04.

O compatriota Andre Schürrle, do Borussia Dortmund, tem de suar 18.37 minutos para poder comprar o Jeep Wrangler Sahara, disponível em Portugal a partir de 44 mil euros.

O nigeriano Odion Ighalo é pouco conhecido na Europa, mas parece estar bem pago na China, pois precisa apenas de 19 minutos em campo para poder entrar num stand e sair ao volante de um BMW X6, cujo preço, terras lusas, começa nos 99 mil euros.

No fim do top 10 da lista estão dois italianos, o experiente guarda-redes Gianluigi Buffon, que conduz um Fiat 500. Com quase 20 anos de primeira divisão, bastam-lhe 19.48 minutos em campo para comprar o carro de fabrico italiano.

Mais extravagante é o compatriota Graziano Pellè. A jogar no Eldorado do futebol moderno, batam-lhe 19.58 minutos em campo para deitar as mãos ao exclusivo Morgan Aero 8, cujo preço em Portugal ronda os 150 mil euros.

FILHO DE RONALDO “AO VOLANTE” DE CARRO DE DOIS MILHÕES DE EUROS

VER MAIS
Tal como Ronaldo e Messi, há outras estrelas do futebol que precisam de jogar mais de 20 minutos para comprar o carro que costumam conduzir. Um deles reparte golos e alegrias com o internacional português, mas por um salário mais baixo. Benzema precisa de fazer sete jogos (560 minutos) para comprar um Bugatti Veyron, cujo preço ronda os 1,5 milhões de euros.

Só no Real Madrid, há dois futebolistas que precisam de menos de uma hora para comprar algumas das melhores marcas do mercado: Gareth Bale, precisou de jogar apenas 37.55 minutos para comprar o Mercedes SLS Roadster AMG GT (180 mil euros), enquanto o companheiro de equipa, Sergio Ramos, teve de suar 57,40 minutos para deitar as mãos ao Mercedes AMG GT S,
que em Portugal custa cerca de 200 mil euros.

Entre as estrelas mundiais, destaque para Wayne Rooney, que em 50,36 minutos ganha o suficiente para comprar o Aston Martin Vanquish S (cerca de 250 mil euros, em Inglaterra). Fernando Torres, que já passou pelo futebol inglês, também optou pela marca britânica, mas tem de jogar 2 horas e 19 minutos para poder comprar o Aston Martin DB9, conhecido como o carro de James Bond, cujo preço ronda os 250 mil euros em Portugal.

O Maserati GranTurismo é a escolha de dois franceses: Griezman, do Atlético de Madrid, tem de suar 64 minutos para o comprar, enquanto a Paul Pogba, a transferência mais cara de 2016, bastam 24 minutos para arrecadar os 182 mil euros que custa a viatura.

O Range Rover, muito popular entre os futebolistas, é a escolha de Harry Kane, a quem custou 53,35 minutos, David de Gea, do Manchester United, que só teve de suar 32,9 minutos e de Tom Heaton, guarda-redes do Burnley, que teve de se esforçar durante 22 horas, 17 minutos e 49 segundos.

O mais gastador, tendo em conta o que ganha, é o mais transpirado da lista: George Boyd, do Burnley, conduz um Mercedes que vale cerca de 870 mil euros, o que supõe que teve de jogar 30 jogos para o pagar

facebooktwitteryoutube

Artigos relacionados

Comente